Pesquisar no Glossário

Glossário de Obra

Significado dos termos mais comuns de reforma e construção iniciados com a letra P

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z
PAINEL
Grande superfície decorada, tanto no interior como no exterior da construção. Nesse sentido, apresenta composições de mosaicos, pastilhas, porcelanas ou cerâmicas.
PAISAGISMO
Estudo da preparação e da composição da paisagem como complemento da arquitetura.
PALAFITA
Conjunto de estacas que sustenta a construção acima do solo nas habitações lacustres.
PALHETA
Nome de cada uma das lâminas de madeira ou metal que formam as venezianas de ventilação permanente das janelas ou portas.
PALMO
Antiga medida de extensão equivalente a 8 polegadas ou 0,225m.
PANO
Extensão de parede, muro ou telhado.
PARAPEITO
Peitoril. Proteção que atinge a altura do peito, presente em janelas, terraços, sacadas, patamares etc. Diferencia-se do guarda-corpo por se tratar de um elemento inteiro, sem grades ou balaústres.
PARQUETE
Pavimento feito de tacos de madeira formando desenhos, geralmente pela mistura de várias madeiras diferentes.
PARTIDO
Opção arquitetônica que atende a diversos fatores, tais como topografia do terreno, condições locais, necessidades de quem vai habitar, verba disponível para a construção e a intenção plástica do arquiteto, e que orienta o projeto.
PASSADIÇO
Corredor, galeria ou ponte que une dois edifícios ou duas alas de um mesmo prédio. Alpendre ao longo de várias dependências de uma edificação. Ponte estreita de madeira, calçada ou passeio nas ruas. O mesmo que passagem.
PASTILHA
Pequena peça de revestimento, quadrada ou hexagonal, feita de cerâmica, porcelana ou vidro.
PÁTINA
Originalmente, refere-se ao efeito esverdeado produzido pela oxidação do bronze. Passou a denominar também qualquer textura "antiga", obtida por diversas técnicas, sobre vários materiais, do cimento ao alumínio. Essa pintura especial consiste basicamente no uso da tinta esmalte com aguarrás ou tinner, onde uma estopa ou trincha dão o efeito manchado.
PÁTIO
Espaço descoberto no interior das casas e cercados pelos elementos da construção.
PAU-A-PIQUE
Nome dado a um tipo de taipa em que as paredes possuem uma armação de varas ou paus verticais unidos entre si por pequenas varas eqüidistantes e horizontais, situadas alternadamente do lado de fora e do de dentro. Essa trama de paus, fixados, em baixo, nos baldrames, e, em cima, nos frechais, é preenchida de barro.
PAVIMENTO
Andar. Conjunto de dependências de um edifício situadas num mesmo nível.
PÉ-DIREITO
Altura livre entre o piso e o teto de qualquer compartimento ou pavimento. Quando essa distância eqüivale à de dois andares, fala-se em pé-direito duplo.
PEDRA-SABÃO
Pedra mole de fácil modelação que resiste bem ao sol e à chuva.
PEGA
Nome que se dá à propriedade das pedras e argamassas de se unirem formando um todo maciço e resistente. Diz-se que a argamassa, o concreto e a massa de cimento "dão pega" quando, secas, adquirem dureza e resistência.
PEI
Sigla de Porcelain Enamel Institute, é o método que indica o resultado do teste de resistência ao desgaste por abrasão ao qual o piso esmaltado é submetido conforme a norma brasileira ABNT NBR 9455/86, cuja classificação indica os ambientes mais adequados para sua utilização. Sua classificação varia de 0 a 5 e quanto maior o índice, maior a resistência.
PEITORIL
Nome da superfície horizontal de fecho inferior de uma janela.
PERCINTA
Cinta de amarração.
PÉRGOLA
Proteção executada em jardins ou espaços livres, apoiada em colunas ou em balanço e constituída geralmente de elementos paralelos ou cruzados de madeira, alvenaria ou concreto armado.
PERSIANA
Caixilho formado por tábuas de madeira, tiras plásticas, metálicas ou têxteis, estreitas e móveis para ventilar e regular a entrada de raios solares.
PERSPECTIVA
Parte do desenho que representa num plano os objetos tais como se apresentam à vista.
PILAR
Elemento estrutural vertical, que trabalha à compressão. Quando sua seção é circular, recebe o nome de coluna.
PILASTRA
Pilar com quatro faces -um de seus lados fica ligado à parede da construção.
PILOTIS
O termo comumente designa o conjunto de colunas que sustentam a edificação, deixando livre o pavimento térreo.
PINGADEIRA
Sulco longitudinal feito na parte das molduras, cimalhas, cornijas e demais corpos em balanço nas fachadas, com o objetivo de desviar as águas pluviais, impedindo-as de escorrer ao longo das paredes. Nome da moldura, também escavada em baixo, colocada nas partes inferiores das janelas.
PIVOTANTE
Janela que tem movimento giratório no sentido vertical.
PLACA FOTOVOLTAICA
Peça responsável pela captação dos raios do sol nos sistemas de energia solar, colocada nos telhados das casas.
PLANIMETRIA
Medida das áreas das superfícies planas, aplicada ao levantamento planimétrico dos terrenos.
PLANTA
Desenho que representa a projeção horizontal de um edifício, de uma cidade. Corte horizontal de um edifício, geralmente passando acima do plano dos peitoris das janelas.
PLANTA BAIXA
Representação gráfica de uma construção onde cada ambiente é visto de cima, sem o telhado.
PLANTA ISOMÉTRICA
Tipo de perspectiva axonométrica em que o desenho reproduz todos os elementos do projeto, com pontos de fuga. Muito usada para mostrar instalações hidráulicas.
PLATIBANDA
Moldura de pouca espessura e contínua, mais larga que saliente, que contorna uma construção, acima dos frechais, formando a proteção ou a camuflagem do telhado, contornando as calhas. O termo também é usado como designação de grade ou muro que limita um terraço.
PLATÔ
Parte elevada e plana de um terreno. O mesmo que planalto.
PLENO
Diz-se do arco cuja flecha é igual à metade do vão, um semi-círculo perfeito.
PÓ XADREZ
Tipo de pigmento usado para dar cor a pisos feitos de cimento. Também serve de corante para outros revestimentos.
POÇO ARTESIANO
Perfuração feita no solo para encontrar o veio d'água subterrâneo.
POLEGADA
Medida de comprimento inglesa, duodécima parte do pé, equivalente a 2,54cm.
POLICARBONATO
Derivado do petróleo pela associação de moléculas de carbono, é um termoplástico, ou seja, amolece ao ser aquecido e endurece quando resfriado. Disponível em chapas ou telhas, há modelos com transparência que chega a 89%, em várias cores. A maior vantagem em relação ao vidro é que ele pode ser moldado sem emendas, em formas curvas. É também mais resistente a impactos, porém, menos rígido, por isso pode riscar com facilidade.
POLIESTIRENO EXPANSÍVEL (EPS)
Plástico celular rígido polimerizado e expandido com gás metano, podendo ser moldado nos mais diversos formatos. Tem alta capacidade de isolação termoacústica, grande resistência mecânica à dilatação e à compressão, baixíssima absorção de água e é imputrescível.
PONTALETE
Nome de qualquer peça de madeira, colocada a prumo ou inclinada, que trabalha à compressão.
PONTO DE UM TELHADO
Relação entre a altura e a largura do telhado, inclinação.
PORÃO
Espaço ou vão livre situado entre o primeiro pavimento e o solo, permitindo isolar a estrutura do assoalho da umidade do chão e a circulação do ar por baixo das tábuas.
PORCELANA
Material cerâmico de fina textura e grande resistência, de cor branca, composto de caulim e feldspato, usado na confecção de aparelhos sanitários e lavatórios.
PORCELANATO
Tipo de cerâmica formado de argila, felspato e corantes, cuja massa é submetida à forte pressão e queimada em forno industrial a uma temperatura entre 1.220 a 1.250ºC. Depois de pronto, pode receber polimento para ficar brilhante ou ser mantido natural. Normalmente não são esmaltados. Suas principais características são a alta resistência à abrasão e baixa porosidade.
PORTAL
Aro de madeira das portas, eventualmente empregado como sinônimo de ombreira. Porta grande e principal de um edifício.
PÓRTICO
Portal de entrada de uma casa, cuja cobertura é apoiada em colunas. O mesmo que átrio.
PÓS-MODERNO
Movimento centrado na preocupação formal, histórica e técnica, que surge como reação ao modernismo. Os primeiros projetos aparecem em 1950, nos Estados Unidos, assinados pelos arquitetos Eero Saarinen e Philip Johnson. Em 1962, Robert Venturi projeta uma casa na Pensilvânia, Estados Unidos, que se tornou um ícone do pós-modernismo, com seus detalhes exagerados, a maioria retirada da arquitetura clássica. Outro exemplo é o prédio do centro Georges Pompidou, em Paris, França, na década de 70. Aos poucos, outras vertentes compõem construções ainda mais exóticas, como as casas do deconstrutivismo, erguidas como se tivessem sido demolidas ou se quisessem perder-se na paisagem.
POSTIGO
Pequena abertura ou fresta. Pequeno vão feito à meia-altura de uma parede, permitindo a passagem de objetos de um cômodo a outro. Portinhola feita sobre a folha de uma porta maior.
POTÊNCIA
Energia elétrica consumida por uma fonte luminosa, expressa em watts (W).
PRÉ-FABRICAÇÃO
Processo empregado na construção que se baseia na redução do tempo de trabalho e racionalização nos métodos construtivos para obtenção, pela montagem mecânica, de elementos produzidos diretamente na fábrica.
PRÉ-MOLDADO
Peça modular, moldada na fábrica ou na própria obra, que se junta a uma outra como parte de um quebra-cabeça a ser montado no lugar da construção.
PROGRAMA
Conjunto das necessidades funcionais e sociais que caracterizam um tema arquitetônico -é dele que o arquiteto parte para a criação artística.
PROJETO
Plano geral de uma edificação ou de outro objeto qualquer. Conjunto de plantas, seções e elevações de acordo com as exigências dos poderes públicos e em condições de serem submetidas à aprovação dos mesmos. De modo geral, o projeto é executado em escala maior que o anteprojeto (1:100 ou 1:50), com detalhes em escala 1:20, 1:10 ou até mesmo em escala natural.
PRUMADA
Posição vertical da linha de prumo. Dois elementos estão na mesma prumada quando são tangenciados ao mesmo tempo por um único fio de prumo.
PRUMO
Ferramenta, também chamada de fio de prumo, composta por um fio provido de peso numa das extremidades e que permite a verificação, por paralelismo, da verticalidade de paredes e colunas.
PVC (cloreto de polivinila)
Material plástico composto por cloro (57%) e petróleo (43%), altamente resistente aos agentes climáticos e à maior parte dos produtos químicos. Muito usado nas instalações hidráulicas (canos).